Política Economia interrompe perda de popularidade de Bolsonaro, diz Datafolha

17:56  08 dezembro  2019
17:56  08 dezembro  2019 Fonte:   correiobraziliense.com.br

‘Não posso tabelar’, diz Bolsonaro sobre preço da carne

  ‘Não posso tabelar’, diz Bolsonaro sobre preço da carne ‘Não posso tabelar’, diz Bolsonaro sobre preço da carneAs declarações foram feitas em conversa com populares que o aguardavam no Palácio da Alvorada, em chegada de viagem do Rio de Janeiro.

Com isso, a perda de popularidade do governo do presidente Jair Bolsonaro , registrada nos últimos meses, parou de crescer. Segundo o Datafolha , 43% da população diz que nunca confia no que Bolsonaro fala; 37% acham que suas declarações só merecem credibilidade às vezes; e 19% dizem

Com isso, a perda de popularidade do governo do presidente Jair Bolsonaro , registrada nos últimos meses, parou de crescer. Segundo o Datafolha , 43% da população diz que nunca confia no que Bolsonaro fala; 37% acham que suas declarações só merecem credibilidade às vezes; e 19% dizem

  Economia interrompe perda de popularidade de Bolsonaro, diz Datafolha © Pavel Golovkin/AFP Nova pesquisa Datafolha mostra que parte da população voltou a ter uma expectativa positiva em relação à economia. Com isso, a perda de popularidade do governo do presidente Jair Bolsonaro, registrada nos últimos meses, parou de crescer. A taxa de aprovação da sua administração passou de 29% para 30% na primeira semana de dezembro, enquanto a de reprovação, que passou de 30% para 38% nos primeiros oito meses após a posse, ficou agora em 36%, ambos dentro da margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

 

O otimismo em relação à atividade econômica nos próximos meses aumentou para 43%, ante 40% em agosto e 50% no início do governo Segundo o levantamento, a taxa de aprovação ao trabalho da equipe econômica do governo subiu de 20% para 25%, e a do combate ao desemprego foi de 13% para 16%.

Datafolha: 80% afirmam ao menos desconfiar de falas de Bolsonaro

  Datafolha: 80% afirmam ao menos desconfiar de falas de Bolsonaro Datafolha: 80% afirmam ao menos desconfiar de falas de BolsonaroA pesquisa, realizada na 5ª feira (5.dez) e 6ª feira (6.dez), ouviu 2.948 pessoas em 175 municípios em todo o país, com margem de erro de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. A íntegra da avaliação do presidente será publicada amanhã (8.dez) na Folha de S. Paulo.

A taxa de reprovação ao governo, que tinha crescido de 30% para 38% nos primeiros oito meses depois da posse de Bolsonaro Embora a melhora das expectativas econômicas tenha estancado a perda de popularidade do presidente, a pesquisa do Datafolha mostra que Bolsonaro ainda é visto

Com isso, a perda de popularidade do governo do presidente Jair Bolsonaro , registrada nos últimos meses, parou de crescer. Segundo o Datafolha , 43% da população diz que nunca confia no que Bolsonaro fala; 37% acham que suas declarações só merecem credibilidade às vezes; e 19% dizem

 

Foi contatado que essa melhora de percepção é maior entre os mais ricos do que nas camadas mais pobres da população, e também em relação aos índices de popularidade do governo. Para 55%, a crise que o Brasil atravessa deve demorar para acabar, e o País não voltará a crescer tão cedo. Já 37% acham que a crise será ultrapassada em meses.

 

Em relação ao combate à corrupção, a taxa de aprovação do governo caiu de 34% para 29%, enquanto a de reprovação subiu de 44% para 50%. Para a Cultura, a aprovação caiu de 31% para 28% e os que avaliam o governo como péssimo/ruim nessa área oscilaram de 33% para 34%, e os que consideram regular, de 32% para 34%. 

 

A nota média atribuída pelos entrevistados ao presidente foi de 5,1, a mesma de agosto, em uma escala de zero a dez, indica a sondagem. Para 28% dos entrevistados, na maioria das vezes Bolsonaro não se comporta como o cargo de presidente da República exige, e, em algumas situações, para 25%. Outros 28% acham que ele nunca se comporta adequadamente. 

 

Segundo o Datafolha, 43% da população diz que nunca confia no que Bolsonaro fala; 37% acham que suas declarações só merecem credibilidade às vezes; e 19% dizem sempre acreditar no que ele fala.

 

Sobre a imagem do Brasil no exterior, 39% acham que piorou um ano depois que Bolsonaro assumiu a Presidência; 25% dizem que o prestígio ficou igual; e 31% afirmam que ele melhorou. O Datafolha entrevistou 2.948 pessoas em 176 municípios na quinta-feira (5/12) e sexta-feira (6/12). As entrevistas foram feitas pessoalmente em locais de grande circulação.

_________________________

Milícia já cobrou taxas de pelo menos 10% dos cariocas, segundo Datafolha .
Milícia já cobrou taxas de pelo menos 10% dos cariocas, segundo DatafolhaAs milícias são grupos paramilitares, formados principalmente por ex-policiais militares e bombeiros, que exercem domínio sobre determinadas regiões do Rio. Historicamente, os milicianos cobram moradores e comerciantes em troca de serviços e garantia de segurança.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!