Política Bolsonaro quer Sérgio Camargo de volta na presidência da Palmares

22:46  13 dezembro  2019
22:46  13 dezembro  2019 Fonte:   correiobraziliense.com.br

Bolsonaro quer reduzir barreiras para legítima defesa; envio de projetos aguarda aval de Moro

  Bolsonaro quer reduzir barreiras para legítima defesa; envio de projetos aguarda aval de Moro Bolsonaro quer reduzir barreiras para legítima defesa; envio de projetos aguarda aval de MoroO presidente disse que deve esperar o “sinal verde” do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para enviar ao Congresso projetos que tratam de aumentar garantias legais para quem reage armado.

Por meio das redes sociais, ele ressaltou que a suspensão de nomeação ocorreu unicamente por decisão da Justiça © Reprodução Por meio das redes sociais, ele ressaltou que a suspensão de nomeação ocorreu unicamente por decisão da Justiça

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta sexta-feira (13/12) que vai insistir para ter o jornalista Sérgio Camargo de volta na presidência da Palmares. Por meio das redes sociais, ele ressaltou que a suspensão de nomeação ocorreu unicamente por decisão da Justiça.

“O afastamento de Sérgio Camargo da Fundação Cultural Palmares se deu por causa de decisão judicial. Caso nosso recurso seja vitorioso, eu o reconduzirei à presidência da Fundação”, escreveu o chefe do Executivo. A declaração foi postada acompanhada de um vídeo em que Camargo reafirma que o Dia da Consciência Negra tem que acabar. “Isso não é uma data do negro, é uma data de minorias empoderadas pela esquerda, que propagam ódio, ressentimento e divisão racial”, disse.

Anteriormente, Bolsonaro já havia defendido a indicação de Sérgio para a pasta:

“Excelente! Excelente! Não vou entrar em detalhes porque vocês deturpam tudo isso aí. Não tem essa história de branco e negro. Nós somos iguais e ponto final”, comentou. “Não vou falar o detalhe. Gostei muito dele”, completou.

Aprovação de Sergio Moro supera a de Bolsonaro em 1 ano de governo

  Aprovação de Sergio Moro supera a de Bolsonaro em 1 ano de governo Aprovação de Sergio Moro supera a de Bolsonaro em 1 ano de governoSegundo a pesquisa, realizada na 5ª (5.dez.2019) e 6ª feira (6.dez.2019), Moro é o ministro mais conhecido entre entrevistados, com 93% de reconhecimento. Entre esses, 53% avaliam como boa ou ótima sua gestão no ministério. Outros 23% consideram regular, enquanto 21% consideram ruim ou péssima. Dos entrevistados, 3% não souberam opinar.

A Justiça Federal do Ceará suspendeu a nomeação de Sérgio para o cargo, mas a Advocacia-Geral da União (AGU) apresentou um recurso no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) para reverter a decisão. 

O jornalista foi nomeado no dia 27 de novembro para chefiar a Fundação Palmares, criada para defender e fomentar a cultura e manifestações afro-brasileiras. A escolha do nome, no entanto, gerou polêmica uma vez que o mesmo costumava utilizar as redes sociais para desferir comentários racistas.

Ele disse que “não existe racismo real”, se posicionou contra o dia da Consciência Negra e declarou ainda que a escravidão foi boa porque negros viveriam em condições melhores no Brasil do que no continente africano. Ele defendeu também a extinção do feriado por decreto, porque, segundo ele, ausaria “incalculáveis perdas à economia do país” ao homenagear quem ele chamou de um “um falso herói dos negros”, Zumbi dos Palmares.

Saiba mais

No dia 4 de dezembro, o juiz federal substituto Emanuel José Matias Guerra, da 18ª Vara Federal de Sobral (CE), suspendeu o ato afirmando que a nomeação "contraria frontalmente os motivos determinantes para a criação" da Fundação Palmares e põe a instituição "em sério risco", visto que a gestão pode entrar em "rota de colisão com os princípios constitucional da equidade, da valorização do negro e da proteção da cultura afro-brasileira".

_______________________

Bolsonaro elogia Weintraub e diz que não pretende ‘trocar 1 ministro que seja’ .
Bolsonaro elogia Weintraub e diz que não pretende ‘trocar 1 ministro que seja’“Toda semana vocês [jornalistas] trocam um ministro meu. Não está previsto”, disse.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 1
Isto é interessante!