Política Ministro da Educação volta a errar no português em tuíte

18:06  17 fevereiro  2020
18:06  17 fevereiro  2020 Fonte:   istoe.com.br

Ministério minimiza fala de Guedes e diz que imprensa a tirou de contexto

  Ministério minimiza fala de Guedes e diz que imprensa a tirou de contexto Ministério minimiza fala de Guedes e diz que imprensa a tirou de contextoEle comparou os servidores a “parasitas” em discurso no Rio de Janeiro. A assessoria de comunicação da pasta reclamou que a imprensa teria desviado o foco do que é “realmente importante no momento: transformar o Estado brasileiro para prestar melhores serviços ao cidadão”.

O ministro da Educação , Abraham Weintraub, voltou a errar no português em um tuíte feito na manhã de hoje."Aonde está a pompa e a liturgia do cargo? Abraham Weintraub, ministro da Educação Imagem: Divulgação. Do UOL, em São Paulo. 17/02/2020 11h24.

O ministro da Educação , Abraham Weintraub, cometeu um erro de português nesta quarta-feira (8) ao escrever em uma rede social que um fato era Militar comandou intervenção federal na segurança do RJ. Com a troca, Osmar Terra deixa governo e volta à Câmara. Há 5 horas Política.

  Ministro da Educação volta a errar no português em tuíte © Agência Senado

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, voltou a cometer erros de português em uma nova publicação no Twitter nesta segunda-feira (17).

Na postagem, o ministro compartilhou uma foto dele dentro de um avião e escreveu “aonde está a pompa e a liturgia do cargo? Na poltrona 16A…”.

A frase contém dois erros. O primeiro é o uso do advérbio “aonde”, que usado de forma correta indica ideia de movimento. Nesse caso, o ministro fala de um lugar que seria fixo, por isso deveria ter usado o termo “onde”. O segundo erro é de concordância verbal. Na frase, Weintraub deveria usar “estão” em vez de “está”.

MPF investiga atuação do governo de Rondônia no pedido de recolhimento de livros

  MPF investiga atuação do governo de Rondônia no pedido de recolhimento de livros MPF investiga atuação do governo de Rondônia no pedido de recolhimento de livrosNa última quinta-feira, 6, o governo de Rondônia pediu que fossem recolhidos dezenas de livros, entre eles clássicos da literatura brasileira como Macunaíma, Agosto, Os Sertões e Memórias Póstumas de Brás Cubas. A alegação era de que as obras tinham “conteúdos inadequados às crianças e adolescentes”.

Maia volta a criticar ministro da Educação e afirma que "Weintraub atrapalha o Brasil" - Продолжительность: 3:14 Jovem Pan News 4 549 “Imprecionante”: ministro Weintraub comete novo erro de português - Продолжительность: 2:51 Catraca Livre 26 442 просмотра.

Soa meio estranho ao ouvido, o ministro da Educação do Brasil, falar nosso idioma com sotaque estrangeiro. E, ainda, volta a atrás e culpa o email errado

https://twitter.com/AbrahamWeint/status/1229344724579946497

O ministro da Educação já causou outras polêmicas com erros de português. No início deste ano, ele chocou muitos brasileiros ao escrever de forma errada a palavra “impressionante”, utilizando a letra “c” no lugar do “ss” (“imprecionante”), em uma publicação também postada no Twitter.

Já em agosto do ano passado, o ministro errou a grafia da palavra paralisação em um ofício enviado ao ministro da Economia, Paulo Guedes. Na ocasião, Weintraub escreveu paralisação com a letra z em dois trechos do documento.

_____________________________

Depois de reportagens sobre possível queda, Weintraub bloqueia jornalistas .
Postou prints que comprovam o ato . 'Meu twitter, minhas regras', escreveuTudo começou depois que o colunista do jornal O Globo Lauro Jardim noticiou que segundo informações de “alguns ministros palacianos” a expectativa é que Weintraub seja alocado em outro “lugar” do governo até o meio do ano. “Jair Bolsonaro não quer deixá-lo no sereno”, escreveu.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 6
Isto é interessante!